Tag: ‘KPOP’


No dia 15/01, idealizado pela @Brasil_ENHYPEN, se iniciou a organização do PROJETO MANAUS, organizado por mais de 35 fanbases e portais de Kpop. O projeto surgiu com o intuito de arrecadar dinheiro para doações para o Instituto Ágape, em luz dos recentes acontecimentos causados pelo COVID-19 em Manaus.

O projeto foi publicado oficialmente dia 16, às 13:00 da tarde, com a publicação coletiva do banner feito pela NPOMV com auxílio, texto e informações das demais fanbases. O trabalho foi realmente coletivo. Alguns de nós fizeram banners, outros organizaram textos, outros se disponibilizaram para cuidar das arrecadações/doações, outros focaram em convidar o máximo de parceiros o possível.

Não somente um movimento que prova que fanwars dentro do Kpop são movidas a infantilidade, já que estabelece bem como diferentes fandoms (sua maioria, no projeto, grupos da 4º geração); mas também provando que a união do povo brasileiro sempre acontece quando necessário. Contamos também com a ajuda dos streamer Olhaogab, que cedeu o espaço de sua live na plataforma de stream Twitch para ajudar nas arrecadações. Ele, junto a Babi Dewet, organizaram um sorteio de 3 brindes caso batessem a meta de R$500,00 em doações.

Com o empenho das fanbases e portais envolvidos, fora lojinhas e outros doadores que vieram de fora, a stream resultou em um sorteio de mais de 40 brindes relacionados ou não a Kpop, incluindo álbuns, posters oficiais, polaroids, fanarts customizadas, camisas e livros autografados. O total arrecadado no primeiro dia de doações, somente na stream, foi de mais de R$2.100,00.

Segue abaixo a lista das fanbases e portais que organizaram o projeto:

ENHYPEN – @Brasil_ENHYPEN, @EnhypenUnionBR, @JakeBrasil_ @Heeseung_br, @EnhypenHwaiting, @EnhypenTeamBr, @EnhypenLegendas, @CentralEnhypen

TXT – @CitouTxt, @YeonjunBR, @TXTNEWSBRASIL, @ateez_txt, @CNXTXTBR, @MOA_UNIVERSE

Mamamoo @BrasilMOO, @MoonByulBR, @HwaSaBRA, @JungWheeinBR, @CentralMOO, @SolarBrOficial

ITZY – @ITZYBRAZIL

BTS @jhopebrazil, @BTSNewsBrasil

Ateez @ateez_txt, @AteezDiarioBR, @AteezUnionBRA, @AteezInBrazil

Aespa @GiselleBrasilAE, @AeriBrasil

Monsta X – @Monstaxbr

Portais – @npomvtt, @UpdateKBoys

COMO DOAR:

Vakinha no abacashi: abacashi.com/p/projeto-mana

Paypal: paypal.com/donate?hosted_

Picpay: lanyvitoria

Pix: 24e7a508-b8d3-4a89-a768-ee361c36d4f4

Instituto Ágape: instagram.com/institutoagape

Fique ligado na Nunca Pause O MV e nos outros diversos envolvidos para saber como ajudar durante o desenrolar da semana, mesmo se não puder doar.



A quarentena tem sido um período difícil e de muitas adaptações a todas as pessoas. Neste período deixamos de realizar algumas de nossas atividades do dia a dia ou tivemos que encontrar uma maneira de realizá-las online e de maneira alternativa. No Kpop esse impacto não foi diferente. Os eventos começaram sendo adiados até que fossem cancelados, logo não era mais possível que fossem realizados shows, fansing ou qualquer tipo de apresentação ao vivo com a participação de uma plateia.

Por isso a indústria do kpop começou a sua busca por novas formas de sobreviver nessa pandemia, tomando de início os shows online, que se tornaram a ferramenta de maior destaque neste momento, permitindo que os artistas realizassem suas apresentações aos fãs de todas as partes do mundo, tomando por exemplo a Beyond Live da SM, onde os artistas da empresa como SuperM, Super Junior, NCT, TVXQ, entre outros, se apresentaram ao vivo com a participação dos fãs através de de chamadas de vídeos. Muitos outros grupos adotaram essa prática também, como BTS, Monsta X, Dreamcatcher, Pentagon, Blackpink e outros mais. 

Tivemos também a BangBangCon, na qual durante 2 dias foram exibidos shows antigos do BTS de forma gratuita. O DAY6 também adotou esse formato e realizou o Midnight Concert, exibindo apresentações de sua última turnê. Além das apresentações online, foi adotado pelos grupos o fansing online, seguindo o costume padrão do fansing convencional, você possui um tempo para conversar diretamente com seu idol e ele assina seu álbum que é enviado pelo correio, nesse formato você ainda possui a possibilidade de gravar sua tela para ter esse momento como recordação. 

Por último surgiu um novo serviço de chat chamado Bubble, no qual você pode enviar e receber mensagens, áudios ou fotos dos seus idols favoritos, esse é um serviço pago que atualmente está disponível para alguns grupos das empresas: SM, JYP, FNC e JELLYFISH. Essa é uma forma de interação mais pessoal, por isso exige que as pessoas tenham mais cuidado com o que falam, apesar do chat possuir um filtro, o uso da plataforma se torna mais saudável e duradouro se todos fizerem sua parte, e desse modo também mais grupo podem acabar aderindo ao seu uso futuramente.

Logo, apesar de todos os problemas que enfrentamos esse ano, o kpop serviu como um apoio para nós, trazendo uma distração nesse momento tão difícil e criando novas formas de interação dos artistas com os fãs, que podem continuar mesmo após a pandemia. Desde de coisas simples como usar gravações de fanchants enviadas pelos fãs em apresentações, até coisas mais complexas como lives pagas. As empresas tentaram manter a proximidade do artista com os fãs sempre viva, e todos pudemos aproveitar nem que fosse um pouquinho desses conteúdos.

Essa capacidade de adaptação do kpop mostrou como ele é versátil e pode se expandir cada vez mais, para continuar vivo por muitos anos a mais.



T1419 é um grupo de 9 membros que ainda não teve seu debut. O grupo faz parte da MLD Entertainment e eles ainda não possuem um lightstick oficial ou um nome para o fandom.

NOME DO FANDOM

LIGHTSTICK

COR DO FANDOM

REDES SOCIAIS

Twitter: T1419
Instagram: T1419
Facebook: T1419
Tiktok: T1419

MEMBROS

Nome: Song Yu Bin (Noa)
Posição: Líder, rapper, vocal
Data de nascimento: 02/08/2000
Altura: –
Nacionalidade: Coreano
Fatos:
– Seu código é T82.
– Ele come cereal de chocolate com frequência, porém sua comida favorita é carne.
– Noa está na terceira fase do kendo.

Nome: Choi Chang Min (Sian)
Posição: –
Data de nascimento:  01/02/2001
Altura: –
Nacionalidade: Coreano
Fatos:
– Seu código é T21.
– Ele estudou na escola de várias Artes Hanlim.

 Baek Seung Bin (Kevin)
Posição: main vocal
Data de nascimento: 08/04/2001
Altura: –
Nacionalidade: Coreano
Fatos:
– Seu código é T48.
– Kevin tem interesse em aprender a atirar.
– Possui coxas bem fortes.
– Ele também é um bom esgrimista.

Nome: Choi Ju Hwan (On)
Posição: rapper
Data de nascimento: ??/??//2002
Altura: –
Nacionalidade: Coreana
Fatos:
– Seu código é T07.
– Ele treinou por quase 2 anos.

Nome: Kim Gun Woo (Gunwoo)
Posição: rapper
Data de nascimento: 28/05/2002
Altura: –
Nacionalidade: Coreano
Fatos:
– Seu código é T28.
– Gunwoo praticava boxe no primeiro ano do ensino médio, porém seu pai não o deixou continuar a praticar.

Nome: Reio Hayase (Leo)
Posição: rapper
Data de nascimento: 08/10/2002
Altura: –
Nacionalidade: Japonês
Fatos:
– Seu código é T33.
– Os membros acham que Leo seja o membro mais corajoso do grupo.
– Ele sabe fazer macarons.

Nome: Nasukawa Shota (Zero)
Posição: vocal
Data de nascimento: 20/01/2003
Altura: –
Nacionalidade: Coreana
Fatos:
– Seu código é T02.
– Ele é de Osaka, Japão.
– Shota costumava jogar futebol.

Nome: Imai Kairi (Kairi)
Posição: vocal
Data de nascimento: ??/02/2003
Altura: –
Nacionalidade: Japonês
Fatos:
– Seu código é T24.
– Kairi diz que já avistou um fantasma.
– A cor preferida dele é rosa.

Nome: Udo Musashi (Kio)
Posição: rapper, vocal e maknae
Data de nascimento: ?? /??/2004
Altura: –
Nacionalidade: Japonês
Fatos:
– Seu código é T25.
– Kio quer ser CEO da MDL em 10 anos;

Quem é seu bias do T1419?


Vote agora no seu favorito, e confira as regras e comunicados:

  1. Somente as 3 categorias principais são obrigatórias a voto (Artista, Álbum e Música do ano).
  2. Em parceria com a Idol Freak, Maria Hashi Store e StoreKLine, iremos sortear um álbum de cada vencedos das principais categorias. (Ex: Um álbum do vencedor de Artista do ano com a loja X, Um álbum do vencedor de Álbum do ano com a loja Y, Um álbum do vencedor de Música do ano com a loja Z)
  3. Há duas páginas. A primeira é voltada ao Kpop, a segunda a doramas e filmes sul coreanos. Você pode pular as duas e voltar seu foco para as três categorias principais.
  4. Vote com sabedoria!





Black Swan é um grupo de cinco membros que debutou em 16 de Outubro de 2020 com a música intitulada ‘Tonight’, que foi lançada no álbum ‘Goodbye, RANIA’. O grupo faz parte da DR Entertainment e não possui lightsticks oficiais, é o reboot do girlgroup Rania. O lançamento mais recente do grupo foi em ano com o single ‘Tonight’.

 

NOME DO FANDOM

LIGHTSTICK

COR DO FANDOM

REDES SOCIAIS

Twitter: @blackswan_drent
Instagram: @blackswan___official
Facebook: drmusicblackswan

MEMBROS

Imagem

Nome: Go Youngheun
Posição: Líder, Dançarina de apoio, Vocalista de apoio
Data de nascimento: 20/11/1994
Altura: ??
Nacionalidade: Coreana
Instagram: @youngheuneeda
Fatos:
– É ex membro do Stellar.
– Ela foi revelada como líder e membro em 1 de julho de 2020.
– Treinou 5 anos na The Entertainment Pascal.
– Ela fez audição para o MixNine com a Soyoung do Stellar.

Imagem

Nome: Fatou Samba
Posição: Rapper principal, Dançarina principal
Data de nascimento: 23/03/1995
Altura: 1,73m
Nacionalidade: Senegalesa
Instagram: @b_fatou_s
Fatos:
– Ela fala coreano, inglês, alemão, holandês e francês.
– Fatou já morou na Bélgica.
– Ela era modelo da Cineline Ent.
– Ela divide quarto com a Leia.

Imagem

Nome: Judy (Kim Dahye)
Posição: Visual, Vocalista, Dançarina de apoio
Data de nascimento: 1995
Altura: ??
Nacionalidade: Coreana
Instagram: @blacksw.jj
Fatos:
– Ela foi revelada como membro em 10 de julho de 2020.
– Seu stage name é esse por causa de Zootopia.
– Ela se identifica com emojis e desenhos de coelhos quando escreve.
– Ela foi a última a ser revelada.

Imagem

Nome: Leia (Larissa Cartes/Ayumi Sakata)
Posição: Maknae, Rapper de apoio, Vocalista
Data de nascimento: 14/05/2001
Altura: ??
Nacionalidade: Brasileira-Japonesa
Instagram: @doremifasolari01
Fatos:
– Ela foi revelada inicialmente como membro do Rania em 2019.
– Sua mãe é Brasileira e seu pai Japonês.
– Seu nome completo é Larissa Ayumi Cartes Sakata.
– Há rumores que treinou na Pledis.

EX MEMBROS

Imagem

Nome: Kim Hyeme
Posição: Vocalista principal
Data de nascimento: 22/12/1995
Altura: 1,70m
Nacionalidade: Coreana
Instagram: @hyemeees
Fatos:
– Ela modelou para a Maxim Korea.
– Ela debutou no Rania em 2014.
– Foi a primeira a ser revelada pro Black Swan.
– Ela quem anunciou o Reboot, e debutou no Black Swan como despedida oficial do Rania.

Quem é sua bias no Black Swan?

 



Harry Potter é uma das sagas mais amadas de todo o planeta, e por isso não nos surpreendemos ao perceber que diversos artistas no meio do K-pop lançaram trabalhos que fazem menção aos livros e aos filmes. Confiram abaixo lançamentos que mencionam feitiços, cosplays e afins:

1. DIA – Mr. Potter

Como o nome já diz, Mr. Potter é uma canção mágica inspirada na saga que marcou gerações. É, de longe, um dos mais amados e populares lançamento do DIA, e conta com alguns feitiços na letra da música:

Accio Mr. Potter, na frente dos meus olhos

(…)

Descendo, você vai me mostrar honestamente seu coração?
Tento fugir mas não consigo, tão Riddikulus

(…)

Não se esconda e se mostre garoto
Luz em mim, Lumos
Assim meu coração pode tocar o seu, vá

2. TXT – Runaway 9 3/4

O nome já entrega tudo: a música é inspirada na famosa plataforma que conecta o mundo dos trouxas ao ds bruxos. O clipe também tem diversas cenas em que podemos criar um paralelo com a obra.

Segure firme minha mão; devemos fugir?
Na escondida plataforma 9 ¾
Só passaremos se estivermos juntos

3. Lovelyz – Obliviate, IU – Obliviate

Ambos Lovelyz e IU apostaram no feitiço que faz apagar memórias, e que (spoiler) Hermione usa em seus pais para os proteger, antes de partir em busca das últimas Horcruxes. 

O Lovelyz chegou a promover com uniformes de Hogwarts!

4. Junsu – Tarantallegra

Inesquecível para quem conhece, Tarantallegra é um dos lançamentos de XIAH Junsu, membro do JYJ e ator de muitos musicais na Coreia do Sul. Para quem não se lembra, Tarantallegra é o feitiço da “azaração da dança.”

Tarantallegra, aproveite

Tarantallegra, fique bêbado com a música

Tarantallegra, quem liga?

Tarantallegra, não hesite.

Tarantallegra, Música é

Tarantallegra, Sobre aproveitar (…)

5. Jo Kwon – Wingardium Leviosa

Um dos feitiços mais famosos da saga é parte do primeiro álbum de Jo Kwon, chamado I’m Da One. O feitiço faz com que objetos levitem e é mencionado várias vezes ao decorrer da canção.

6. AOA – Get Out

Dessa vez não é o nome da canção ou a temática do clipe, mas sim uma das personagens! Chanmi em Get Out interpreta Hermione, e todas as outras integrantes fazem papeis diferentes, de filmes diferentes.

Qual é a sua casa de Hogwarts? Conta pra gente!

 



Seguindo a ideia propagada popularmente de que o Kpop é consumido majoritariamente por crianças e adolescentes, nossa equipe tem buscado desde Julho de 2019 coletar informações sobre o público brasileiro. Em 16 de abril de 2020, 3000 pessoas responderam uma enquete no facebook (x) sobre a idade dos curtidores da página. Os resultados adquiridos foram os seguintes:

Resolvemos seguir o modelo de votação por reações pois o algoritmo do facebook, muito embora nos dê o feedback da faixa etária dos curtidores, é enganado por datas de nascimento falsas. Com os resultados, chegamos a conclusão de que 56,2% do nosso público em particular é maior de idade. O fato de que o público jovem têm migrado para o Twitter colabora com o resultado, no entanto, ainda assim temos uma grande maioria em uma plataforma importante.

Por isso, perguntamos também em nosso instagram. As idades variavam dos 41 aos 12 anos de idade.

Com essa questão em mente, em julho de 2019 perguntamos aos nossos seguidores no twitter: Há produção de conteúdo universitário embasada no Kpop? (x) As respostas não poderiam ter sido mais satisfatórias! Indo ainda mais de encontro ao dizer popular que a música pop coreana é infantil, tivemos o prazer de conhecer algumas Kpoppers que entraram ou já se formaram na universidade e usam os diversos temas que englobam o Kpop para pautar seus trabalhos de conclusão de curso e trabalhos acadêmicos no geral.

View this post on Instagram

Apresentação de dança ?™

A post shared by Rafaela Mesquita (@rafaela.querino) on

Rafaela foi uma das curtidoras que nos contatou. Ainda não concluiu seu curso de Artes Visuais, tendo iniciado os estudos na universidade em 2019. No entanto, isso não a impediu de construir os alicerces de sua futura profissão com grande influência do Kpop. Com certeza os temas casaram, e muito bem: dança e K-pop andam juntinhos, e foi justamente o K-pop que a influenciou a escolher a futura profissão, principalmente o grupo SHINee. Rafaela atalmente estuda em EAD com objetivo de mudar para o presencial em breve.

Seu treino era persistente, das 06:00 da manhã até as 10:00 em suas aulas de Jazz, apenas para fazer uma pause e continuar dançando até às 16:00, quando as aulas da faculdade se iniciavam. Seu sonho é inspirar outros artistas como SHINee e Rino Nakasone fizeram consigo. O K-pop já a levou longe, ganhando admiração de seus professores e ganhando premiações de melhore performance.

Fui capaz de fazer tudo sozinha , sou incrível. – Rafaela ao falar sobre sua performance de ‘Under My Skin’.

Serena Miyazaki realizou um trabalho sobre ‘A construção de um idol: Um estudo de caso sobre BTS e como as empresas de kpop utilizam a web 2.0 em sua estratégia de divulgação.’ A estudante de Publicidade e Propaganda revelou que no seu círculo de amigos na faculdade não havia preconceito com seu tema escolhido, muito pelo contrário. Seus colegas e orientador conheciam sobre sua paixão pelo K-pop, e justamente por isso apoiaram sua decisão.

E… tá ai uma verdade frequente. Eu (Wanne/Bnior) e Mayuki estudamos psicologia em uma instituição privada, e não há grandes repressões em relação a nossa simpatia pelo gênero. O que aconteceu foi diferente do esperado: muitos de nossos colegas se tornaram k-poppers, outros, passaram a ouvir músicas de grupos populares. Desde quando iniciamos o curso em 2017 o K-pop se mostrou muito presente em acessórios, camisas, mochilas, cadernos e tocando pelos corredores.

@npomvfeat. EU comendo batatinha . ##kpop ##npomv ##bts ##monstax ##exo ##blackpink

? som original – npomv

Letícia Ferreira da Silva e defendeu em seu TCC que para entender o público online com intuito de criar projetos relevantes para a comunidade visada, é preciso compreender o comportamento dessa comunidade de antemão. O artigo, que você pode encontrar aqui (x), traz um estudo detalhado sobre o uso das redes sociais pelos fãs de K-pop e sobre seu comportamento na internet, além de mostrar números relevantes que provam a grandiosa popularidade do gênero no Brasil.

Quando questionada sobre as dificuldades em relação ao possível preconceito enfrentado com o tema escolhido, Letícia respondeu?

E eu escolhi o k-pop como tema porque fazer um TCC é bem difícil (principalmente uma monografia que você faz sozinha) e eu acho que quando você escreve sobre uma coisa que você ama, tudo se torna mais fácil. Você faz as coisas com mais vontade e aquele 1 milhão de artigos, livros e outras referências que você precisa buscar se tornam mais divertidos. Tudo fica mais leve. Não houve nenhuma rejeição por parte dos meus colegas ou professores. Meus colegas sabiam que eu era fã de k-pop então minha escolha já era algo que eles esperavam (alguns até foram assistir minha apresentação!), e meus professores se interessaram pelo assunto, acharam diferente.

Novamente, retornamos ao ponto inicial do nosso artigo. Se K-pop é um tópico tão desprezado, por que, no ambiente acadêmico, que é sério e rodeado de leituras e pesquisas, recebemos apoio e não olhares atravessados? Letícia continua, contando sobre seu orientador de TCC:

E meu professor orientador foi incrível! Ele abraçou a ideia desde o início e me ajudou muito. Ele entrou em vários sites de k-pop pra entender mais do assunto, comprou livros sobre fãs pra eu ler e até assistiu a transmissão do show do BLANC7 no Anime Friends de 2017. O apoio dele foi muito importante pra mim.

Cada experiência é única, no entanto, no nicho de nossa pesquisa percebemos que o ambiente universitário é capaz de trazer frutos positivos.

A criatividade e informação não param! Beatriz Filippo elaborou seu trabalho, que pode ser encontrado aqui (x), para o curso de Jornalismo. Bea, como se identifica em seu twitter, criou uma plataforma a partir do Wix com informações pertinentes a cultura do Kpop. O portal conta com materiais interessantíssimos, indo da história do K-pop até a realização de eventos no Rio de Janeiro, local em que baseou parte de sua pesquisa.

No Rio de Janeiro, especificamente, o gosto pelo K-Pop se desdobra em diversas formas de dedicação por parte desses fãs: desde a simples tarefa de ser fã até o interesse pela cultura tradicional. – krrj, de Beatriz Filippo.

O kpop está também em documentários. Nyu Mello nos contou como sua experiência foi tranquila. Em sua graduação, seus colegar apoiaram seu tema de escolha, muito embora tenha encontrado dificuldades para encontrar um orientador. A maior problemática era a falta de conhecimento dos professores sobre o tópico, mas seu orientador a auxiliou com as questões antropológicas, explicando como o K-pop chegou até o ocidente.

https://www.behance.net/gallery/89213293/DOC-K-POP-E-O-MUNDO



Sabemos que o Kpop bebe de diversas fontes para construir histórias criativas e conceitos inovadores. A mitologia e a cultura grega não fogem do campo de inspirações da indústria. A inspiração está nos nomes artísticos, nas experiências visuais completas em clipes e homenagens explícitas em álbuns de estúdio. Confira aqui algumas das inspirações mais marcantes!

1. Seline do Cignature

De nome de nascença Yeonjung, a vocalista do novo girlgroup da C9/J9 tem seu nome artístico inspirado na deusa grega Selene. Filha de titãs, Selene é a deusa da lua e considerada a própria personificação dela. É irmã de Hélio, o deus do sol, e apaixonou-se pelo belo mortal Endimião. Por desejo seu, Zeus concedeu um desejo para seu amado. No entanto, Endimião resolveu pedir sono eterno para que fosse belo para sempre, e por isso Selene descia do olimpo para estar com o amado.

2. Lea do Secret Number

Nascida como Ogawa Mizuki, a vocalista provável líder do SN revelou que escolheu seu stage name por causa de uma deusa grega. Anteriormente, no Skarf, seu nome artistico era Hana, e no Mix Nine Lea participou com seu nome de nascença. Não se sabe ao certo em qual deusa a idol de Tóquio se inspirou, mas há suspeitas que seja de Leda, uma das paixões de Zeus.

3. VIXX

O boygroup da Jellyfish ousou em 2016 com três lançamentos seguidos que referenciam a mitologia grega. Zelos, Hades e Kratos são os álbuns nomeados a partir das divindades. Dynamite é uma canção que retrata se sentir enciumado ao ver a parceira com outra pessoa e pertence ao álbum Zelos, o deus da rivalidade e da inveja.

Em Fantasy o conceito é bem mais obscuro para se remeter ao deus do submundo, Hades. A arquitetura da referência é muito mais visual do que presente na canção nesse caso.

Por fim, em The Closer o grupo fala sobre controle para referenciar Kratos, o deus da autoridade. Os três álbuns se encontram disponíveis no Youtube e no Spotify.

4. Gugudan

O girlgroup, também da Jellyfish, seguiu os passos de seus sunbaes. Em A Girl Like me Gugudan retrata o mito de Narciso. O single está contido no álbum Act.2 Narcissus e disponível no Spotify e Youtube. No clipe há diversas referências a “encarar a si mesmo”, na coreografia o ato de segurar um espelho é incluso.

Filho de uma ninfa e do deus rio, Narciso deveria ter uma vida longa contanto que jamais admirasse sua própria figura, como dito pelo vidente Tirésias. Narciso era tão belo que as ninfas se apaixonavam por ele, incluindo Eco, uma oréade que protegia as montanhas e os campos. Por ter menosprezado as ninfas, Afrodite resolveu lhe dar uma lição.

Narciso se viu no rio após beber um pouco de água e passou a admirar seu reflexo. Ele então atirou-se nas águas para tentar alcançar a si mesmo. Afrodite acabou o transformando em uma flor, o narciso.

5. SF9

Também referenciando a Narciso, SF9 referencia o mito em Enough, single do álbum NARCISSUS, disponível no Spotify e Youtube. O clipe mostra muito a questão de ver a si próprio usando água, espelhos e edição.

Se você ouviu a palavra narcisista, ela surgiu justamente das muitas versões da história de Narciso. Na versão que Amínias é rejeitado por ele e pede aos deuses para que punam Narciso antes de cometer suicídio, Narciso se atirou na água por saber que jamais teria seu objeto de desejo (ele próprio).

6. SHINee

No hinário atemporal The Misconceptions Of Us o boygroup da SM não falhou em nos dar não só uma, mas três menções a mitologia grega. A primeira, na ordem, é Selene 6.23. A deusa da lua já mencionada no inicio do artigo é referenciada juntamente ao dia 06/06/2013, dia em que houve o que é chamado de super lua.

As duas menções seguintes são nas canções SHINe (Medusa I) e Dangerous (Medusa II).

Eles dizem que ninguém te viu ainda. No momento em que nossos olhos se encontrarem, é o fim. — Dangerous (Medusa II).

Você pode ouvir as três músicas aqui:

7. B.I.G

Em Aphrodite o boygroup fala de Afrodite, a deusa do amor e da fertilidade. Com diversas histórias que contam seu surgimento, Afrodite é conhecida por sua beleza e por punir aqueles que ficavam em seu caminho. O grupo fala sobre se apaixonar por uma mulher bonita tal qual uma deusa.

8. Sunmi

Em Siren a cantora expressa elementos da cultura grega, como por exemplo mais explicito o próprio nome da canção. Os gregos, assim como diversos outros povos antigos que viviam de pesca e de grandes navegações, criaram mitos semelhantes a criaturas que seduziam os tripulantes das embarcações. Há uma diferença entre sereias e sirenas, sendo as últimas realmente a denominação original de Siren.

Sirenas são mulheres pássaro, no entanto, com o passar dos anos, se tornaram mulheres-peixe culturalmente. As nereidas, filhas de Nereu e Doris, eram realmente mulheres metade humano, metade peixe, e originalmente não eram as sereias quem cantavam e seduziam os homens aos mares, mas sim as Sirenas.

Apesar do “correto” ser afirmar que Sirens são Sirenas e Sereias as nereidas, ou mulheres peixe, devido as mudanças do mundo atual hoje em dia o nome Siren acaba sendo a denominação de ambos.

O clipe de Sunmi não é infeliz nesse aspecto, pois retrata Sunmi enjaulada como um pássaro e também remete muito ao aspecto literal de sereia com cauda.

9. BTS

Blood, Sweat & Tears, canção do álbum Wings, não é somente uma esplêndida obra visual, mas também um conteúdo profundo e detalhado repleto de simbologias e obras de arte.

Primeiramente, temos Perseu. Perseu resolveu enfrentar Medusa, a górgona que transformava qualquer um que lhe olhasse nos olhos em pedra. No entanto, as versões pela razão pela qual ele resolveu enfrentá-la são muitas. Uma delas conta que foi um presente para Polidecto. Após matá-la a decapitando com seu escudo, Perseu ofereceu a cabeça de Medusa para Atena, aquela quem o ajudou e que originalmente havia punido Medusa por inveja.

Em seguida temos duas obras de arte que mencionam Ícaro. O filho de Dédalo ficou preso no labirinto construído para o Minotauro, a pedido do Rei Minos. Por isso, Dédalo criou asas para ele e para o filho usando cera de mel de abelha e penas de pássaro e avisou que não poderiam voar muito perto do sol. Muito embelezado pela dádiva do voo, Ícaro não ouviu seu pai e caiu no mar Egeu, se afogando.

10. 9muses

As nove musas do Olimpo eram filhas de Mnemósine e capazes de incitar criatividade artística. Seu templo originou o termo museu, onde são exibidas diversas artes. O nome do grupo e o conceito original de nove membros se origina desse mito.

Lembre-se de ajudar o movimento Black Lives Matter. Você pode contribuir com doações, mesmo se não tiver dinheiro, e ajudar a criar conscientização sobre o tema; além de assinar petições e contribuir com informações válidas para a proteção de manifestantes. Saiba como ajudar e fazer isso e muito mais aqui: https://vidasnegrasimportam.carrd.co/



ANS (Angel N Soul) é um grupo de 8 membros que debutou em 16 de setembro de 2019 com a música intitulada ‘BOOM BOOM”. O grupo faz parte da ANS Entertainment. O comeback mais recente do grupo foi em 2020 com o single ‘Say My Name’.

NOME DO FANDOM

Anser

COR DO FANDOM

REDES SOCIAIS

Twitter: ANS_official_
Instagram: @official_ans_
Facebook: ANS.AngelNSoul

MEMBROS

Resultado de imagem para ans royeon

Nome: Royeon (Jeon Hyunjoo)
Posição: Líder, Vocalista de apoio
Data de nascimento: 20/02/1998
Altura: 1,62m
Nacionalidade: Coreana
Fatos:
– Ela gosta do 2NE1 e da Sunmi.
– Por ser a mais baixa é chamada de “Coelho”.
– Ela tem uma tatuagem de flor no braço.
– Ela toca Daegeum, um instrumento coreano.

Resultado de imagem para ans lina

Nome: Lina (Oh Sejin)
Posição: Vocalista principal
Data de nascimento: 27/07/1997
Altura: 1,64m
Nacionalidade: Coreana
Fatos:
– Lina gosta de pintar.
– Ela é católica e seu nome de batismo é Helena.
– Ela parece com seu gato de estimação chamado Sa-ddo, por isso as integrantes a chamam assim.
– É fã de Park Hyoshin.

Nome: J (Lee Yeji)
Posição: Rapper de apoio
Data de nascimento: 12/02/1998
Altura: 1,66m
Nacionalidade: Coreana
Fatos:
– Ela ia debutar no LIMESODA.
– Sua modelo é a CL do 2ne1.
– Ela entrou no grupo em dezembro de 2019.
– J é descrita como rapper carismática.

Resultado de imagem para ans Dalyn

Nome: Dalyn (Lee Sohyun)
Posição: Vocalista, Rapper principal, Dançarina de apoio
Data de nascimento:
Altura: 1,68m
Nacionalidade: Coreana
Fatos:
– Ela faz barulhos de gato e na época de trainee ela ganhava músculos facilmente, então a chamam de ‘Gata musculosa’.
– Ela sabe kick-box.
– Ela pode dar 38 socos em 30 segundos.
– Sua modelo é Soyeon do (G)I-dle.

Resultado de imagem para ans raon

Nome: Raon (Lee Seoyoung)
Posição: Visual, Vocalista, Dançarina de apoio
Data de nascimento: 21/01/2000
Altura: 1,70m
Nacionalidade: Coreana
Fatos:
– Era trainee da ALL-S, e ia debutar em um girlgroup. Raon entrou no grupo em agosto de 2019.
– Ela se chama de especialista em batatas fritas e ama as do McDonalds.
– Raon é chamada de fada e de Rapunzel.
– Ela é fã da Sunmi.

Resultado de imagem para ans bian

Nome: Bian (Yu Jiwon)
Posição: Vocalista principal, Dançarina principal, Visual
Data de nascimento: 13/02/2001
Altura: 1,68m
Nacionalidade: Coreana
Instagram: @bian_2_2
Fatos:
– Ela é uma integrante do pre debut do grupo MIDNIGHT.
– Seu apelido é ‘Lobo’ por seus visuais.
– Ela começou a dançar com 4 anos e suas modelos são BoA, HyunA e Chungha.
– Ela cria coreografias como Hobby.

Nome: Dam I (Hong Dayoung)
Posição: Vocalista, Dançarina de apoio
Data de nascimento: 07/06/2001
Altura: 1,66m
Nacionalidade: Coreana
Fatos:
– Ela era a antiga maknae.
– Ela tem covinhas em forma de sorriso.
– Ela gosta de exagerar quando dança.
– Ela gosta de mukbangs para descobrir bons locais para comer.

Resultado de imagem para ans haena

Nome: Haena (Jeon Eunbi)
Posição: Maknae, Vocalista, Dançarina de apoio
Data de nascimento: 19/02/2002
Altura: 1,61m
Nacionalidade: Coreana
Fatos:
– Entrou no grupo em 26 de dezembro de 2019.
– Haena é fã da Sunmi.
– É muito doce com suas membros.
– Haena ficou inativa em 15 de junho de 2020 por motivos médicos.

Quem é sua bias no ANS?



Da série “Coisas que aquecem o coração”, recentemente Block B teve um reencontro nos palcos, um momento que foi um tanto quanto chocante para alguns e muito esperado por outros.

Com o anuncio da saída de Zico da empresa Seven Seasons para poder criar a sua própria empresa, a KOZ Entertainment, muitas pessoas consideram que o mesmo também teria saído do Block B, mas pelo contrário, o OT7 está vivíssimo, e pudemos ver isso nessa reunião para um show que ocorreu no dia 09/12, o evento era um concerto do Kyung, já Jaehyo, Ukwon, Zico e P.O foram apoia-lo e ajudar a mata nossa saudade de vê-los juntos.

Mesmo que o OT7 esteja vivíssimo, não podemos nos esquecer que os meninos estão em período de alistamento, e devido a isso Taeil e B-Bomb estão no exército, então apenas 5 membros estavam nesse show. Lembrando que Jaehyo foi dispensado do serviço militar por problemas de saúde.

O fato de Zico estar presente já foi algo que deixou o BBC dormindo com o coração quentinho, afinal, ultimamente houveram muitos casos de membros saindo da empresa e se mantendo no grupo, porém sem realmente haver uma atividade entre eles. Desde último comeback OT7 com o Repackage “RE:MONTAGE” os membros do Block B vieram lançando alguns trabalhos solos, e esse show deu até uma motivada em sonharmos com eles lançando algo juntos futuramente.

Lembrando que Kyung, Zico e YuKwon, todos nascido em 92, pela ordem, serão os próximos a se alistar, em seguida restando apenas P.O, nosso maknae. E aí sim, poderemos sonhar com um OT7 completinho, ou já podemos nos adiantar e ir imaginando…

Continuem apoiando o Block B e seus membros em seus trabalhos, e vamos continuar torcendo por um comeback no futuro.  



Chaeyeon, de apenas 15 anos de idade, sofreu um incidente mais do que desagradável nessa terça feira (10). A integrante do Busters estava no programa infantil Boni Honi, no qual é apresentadora com outros colegas de trabalho.

Em dado momento do programa, a Rapper do girlgroup puxou Choi Yongsoo, seu colega de trabalho, para mais perto usando a manga da roupa que o apresentador usava. Para o choque de todos, o homem se virou com brutalidade e acertou um golpe audível no braço de Chaeyeon, que foi coberto pois outro homem passava na frente da câmera no momento. Veja:

Os fãs do grupo e kpoppers no geral estão subindo a tag #RespectChaeyeon e marcando o staff do Busters para que as medidas legais sejam tomadas. Caso queira ajudar, basta marcas as contas @Busters_idol@busters_staff e usar a hashtag para que mais pessoas saibam sobre o ocorrido.

A NPOMV repudia esse tipo de comportamento e deseja todo o bem possível para Chaeyeon e o Busters.



 

Todo mundo sabe que o natal é uma época muito bonita, mas conforme a gente vai crescendo e os problemas vão aparecendo, a gente acaba vendo como responsabilidades, gastos e cansaço. Por isso, sabendo que grande parte dos leitores do site são adultos e pensando também na galerinha mais nova que quer renovar a playlist de natal, a NPOMV elaborou essa listinha que não tem erro!

Pronto pra entrar no clima? Toquem os sinos!

Resultado de imagem para kpop christmas"

1- TTS – Dear Santa

Quem acompanhou TTS sabe a falta que faz. Vocais poderosos e uma surra de beleza, mas TaeTiSeo não nos decepciona com Dear Santa. O clipe é um amor e a música é perfeita pra te deixar com espirito natalino.

2- Twice – Merry & Happy

Pra deixar o coração quentinho e fazer desejos olhando pro céu, essa música é perfeita pra ouvir depois da ceia de natal e ficar contente.

3- GOT7 – Confession Song

Com o clipe mais amorzinho da história e um monte de meme, GOT7 traz uma canção que vai te deixar cantando por ai. Chicletinho mesmo, Confession Song é bem calminha e divertida!

4- Wendy x Jungjae Moon x Lee Nile – Have Yourself A Merry Little Christmas

Que a voz da Wendy cura as feridas da alma todo mundo sabe, mas esse Station é perfeito pra sonhar em passar o natal com aquela pessoinha que você ama. Ou pra passar com quem você ama mesmo!

5- EXO – Miracles In December

Mantendo a vibe um pouco mais dramática, Miracles In December é uma das maiores obras primas de natal do EXO. Com toda uma discografia destinada à data comemorativa, MID é perfeita para relembrar daqueles que te fazem falta.

6 – LOONA – The Carol

Difícil foi escolher entre a versão um e The Carol 2, afinal, tudo que o LOONA faz acaba saindo impecável. The Carol vai te revigorar e você vai querer dançar por ai pensando em presentinhos e na sua família.

7- BTOB – The Winter’s Tale

BTOB tem o dom de nos trazer clipes mais profundos, dramáticos e completamente sem noção. E é claro que um dos grupos mais versáteis do Kpop entrega um trabalho ótimo nas canções de natal. Confira:

 

Você gosta de comemorar o natal?


Para começar a falar das meninas do grupo Mamamoo, devemos ir no ano de 2014, mais precisamente no dia 18 de junho daquele ano. O grupo debutava pelo selo da RBW Entertainment com a faixa título “Mr. Ambiguous” e já fazia história indo na contramão dos lançamentos daquela época.

Com um som enaltecendo o soul e o jazz, o grupo começava a trilhar o seu caminho na indústria e aproveitando o bom desempenho de seu primeiro lançamento, elas voltam com a faixa “Piano Man“. A característica desses lançamentos (e dos futuros) era os vocais e harmonia impecáveis que ambas apresentavam.

Por muito tempo, o Mamamoo esteve presente no programa Immortal Songs da KBS, pelo fato de terem seus vocais evidenciados e aclamados.

No ano de 2015, Mamamoo teve seu primeiro pequeno hit com a faixa “Um Oh Ah Yeh” que foi um sucesso comercial e um sucesso também entre os coreanos. A canção foi o primeiro top 3 das meninas e assistindo esse sucesso, a empresa resolveu realizar seu primeiro encontro com fãs intitulado “1st Moo Party” com capacidade máxima para 1.200 pessoas, tendo seus ingressos esgotados dentro de um minuto.

Em janeiro de 2016, a RBW anunciou o primeiro concerto solo das meninas para 7.000 pessoas e novamente, os ingressos esgotaram em um minuto.

Mal sabiam que, a partir dali, a carreira das meninas ficaria cada vez mais no topo sendo favoritas entre pessoas de todas as idades, e tendo um dos fanchants com mais integrantes femininas no meio dos girlgroups.

Em 26 de fevereiro de 2017, o grupo lançou seu primeiro full-album intitulado “Melting” com a faixa título “You’re the Best“. Mesmo debutando em número 3 na parada coreana, na semana seguinte de seu lançamento, o grupo alcançou o seu primeiro número 1 em um chart.

A faixa também proporcionou o primeiro win das meninas em um programa musical. Até o momento, o Mamamoo têm

Acompanhando o sucesso, após lançarem um single digital intitulado “New York“, o grupo se estabeleceu na indústria com o lançamento de “Décalcomanie“.

Em 2017, com a faixa “Yes I Am“, o grupo conquistou a triple crown (coroa tripla) do M!Countdown com três vitórias seguidas.

Mas quando o Mamamoo começou o seu boom real na carreira?

A brilhante ideia da empresa das meninas de lançar 4 mini-álbuns, onde cada um representou uma integrante. Cada membro teve sua estação, um aspecto da natureza e sua cor. Ficou dividido então em:

  1. Hwasa Flor, Primavera e Amarelo (Yellow Flower)
  2. Moonbyul Estrela, Verão e Vermelho (Red Moon)
  3. SolarSol, Outono e Azul (BLUE;S)
  4. Wheein – Vento, Inverno e Branco (White Wind)

Starry Night, Egotistic e gogobebe foram os lançamentos de maiores sucessos desse projeto (Wind Flower teve uma atenção mais tímida do público).

A evolução do Mamamoo é notória para qualquer um que vê as integrantes de 2014 para as mesmas em 2019.

No ano de 2019, as meninas participaram do “Queendom“, reality show da MNET que consistia em ter perfomances e um lançamento final com o intuito de mostrar “o melhor girlgroup. AOA, G(Idle), Oh My Girl, Lovelyz e a solista Park Bom completavam o time de artistas femininas.

O Mamamoo acabou ganhando o reality e isso fez com que a imprensa coreana explodisse noticias sobre elas. A Hwasa alcançou o top 1 de reputação de marca na ocasião.

Um novo hit, “HIP

No dia 14 de novembro de 2019, o grupo retornou com o album “reality in BLACK” e faixa título “HIP“. O lançamento teve seu sucesso imediato, com o Mamamoo atingindo novamente o kpop perfection. O mv contou com uma música motivadora, emponderamento, vocais incríveis e presença e visuais impecáveis. Obirgada pela Hwasa de presidente, RBW!!

Estou pronta para ver o que o Mamamoo guarda para o público nos próximos anos.



O girlgroup que debutou em 2012 com Chiki Chiki Bomb passou por altos e baixos que você sequer tem ideia que aconteceram. Vamos tentar resumir a bagunça que é a história desse grupo sem que você fique ai com a cabeça confusa, mas senta ai que o negócio é interessante.

Pra começo de história, Six Bomb debutou com seis integrantes: Nabi, Jiwoo, Youngji, Subin, Hyejin e Uihyun. No entanto… Hoje em dia, apenas Hyejin (Agora usando Soa como nome artístico) é integrante do grupo, que tem 3 membros. Ao todos, doze integrantes passaram pelo Six Bomb. A formação original é constituída por ela, Dain e I Sol (que em algum momento foi membro do grupo, mas, sério, eu não entendi direito quando). A canção de debut é a junção de todo ingrediente da farofa que era 2012 no Kpop:

Em 2016 elas retornaram com ‘Waiting 10 years baby’. A música é bem mais fácil de engolir e entender que o debut e soa como algo que o Badkiz lançaria. (Checar ‘Babomba’ e ‘Ear Attack’, caso seja da sua vontade.) O grande solavanco que a gente leva ao assistir o clipe é a mudança drástica de um figurino O.K para uma roupa que fica entre um meio termo entre Minion-da-Kim-Kardashian e Escrava-BDSM. (A situação em questão está no vídeo abaixo, o minuto já está posicionado para lhe poupar o trabalho, olha a preguiça!)

A proposta é compreensível: Uma música viciante, boba, com um clipe sexualizado e figurinos questionáveis. Era como se 2012 houvesse voltado, só que um pouquinho mais assustador e confuso.

Mas ai que a coisa desandou de vez.

No retorno de 2017, Six Bomb resolveu lançar em clipes a história dos procedimentos cirúrgicos que fizeram em seus rostos. Fomos presenteados com ‘Getting Prettier Before’ e ‘Getting Prettier After’, que, como você já deve ter imaginado, foram gravados antes e depois das cirurgias plásticas.

Eu não vou nem comentar o retorno dos figurinos de ‘Mamãe fui abduzido por um Alien’, mas vou te informar que a empresa gastou por volta de 350 mil reais nos procedimentos. O clipe não teve retorno financeiro o suficiente, nem a canção, e algumas integrantes deixaram o grupo após o fiasco.

Eu acho que todo mundo quer ser bonito e legal. Por que estamos no ramo de sermos vistas pelo público, eu sempre me interessei pela minha aparência. Eu queria ver minha imagem na tela e não me sentir insegura e ganhar mais confiança. (…) Enquanto discutindo o tema do conceito com as integrantes, nós decidimos trabalhar no conceito de ficar bonita e foi algo que todas escolhemos juntas. – Dain

Claro, o tópico era muito sensível e chamou a atenção do público com ainda mais força para o Six Bomb do que nos dois últimos lançamentos, mas não o bastante para alavancar a carreira das idols, que decidiram fazer as cirurgias por vontade própria. Vai membro, vem membro, o girlgroup lançou o que eu vejo como a cartada mais esperta da empresa (World Event Agency). Além de ser a melhor música do grupo, o clipe é genial.

Em ‘Hiccup Hiccup’, Six Bomb satiriza a indústria pornográfica japonesa descaradamente. O clipe e a canção foram banidos pela KBS, que alegou que a letra continha duplo sentido para conotações sexuais e para homossexualidade. Além disso, o single soa muito similar (até demais) com ‘Pound The Alarm’ da rapper Nicki Minaj.

O último lançamento das integrantes foi em 2018 com um single chamado ‘Your Neighborhood’ que foi uma ballad bonita e que soa bem com a atual formação do grupo. A canção foi promovida até meados do começo de janeiro de 2019. Não sei te responder sobre o futuro do grupo, mas quero saber, e você, o que pensa sobre o Six Bomb?

Tem muitos grupos e leva muito tempo e espera para se sair bem no mercado de idolos. Então é difícil fazer dinheiro até que funcione. E ao contrário do passado, é difícil promover um grupo e música quando há períodos curtos de atividade. – Soa em entrevista para a shebops.



Acredito que acompanhamos uma nova era do k-pop marcada pela extrema presença da internet. Desde de sua invenção, essa ferramenta tem facilitado a vida de seus usuários, seja nas tarefas do dia-a-dia, como fazer compras, ler notícias, agendar horários no médico etc, e também, principalmente, nos processos de relação interpessoal e proliferação da informação. A internet encurtou distâncias e tornou tudo mais rápido e acessível, e esse fenômeno se aplica perfeitamente na vida e nas vivências dos fãs da música pop coreana.

Digamos que durante o fim dos anos 2000 até começo dos anos 2010, transição da segunda para a terceira geração, a internet não possuía o mesmo impacto que tem agora no cenário do k-pop, até mesmo na hallyu como um todo. Assistir programas e videoclipes, ouvir músicas, ler entrevistas e consumir qualquer conteúdo produzido do outro lado do mundo era extremamente complicado. Mas os anos passaram, a internet e as tecnologias evoluíram facilitando o acesso dos fãs, tanto de forma legal quanto ilegal, a esses produtos.

Apesar da palavra “produtos” no parágrafo anterior, a evolução potencializou o acesso do fãs aos ídolos, principalmente dos fãs internacionais. Um grande exemplo disso são as redes sociais, blogs pessoais, perfis no Twitter e Instagram, e canais no YouTube que são os principais agentes dessa aproximação, nos permitindo um contato direto com o lado mais humanizado de um artista dentro da microesfera da cultura pop coreana.

Tudo isso soa bem fofo e positivo, até porque é! No entanto, essa situação é como uma moeda: tem dois lado, sendo um deles o positivo e o outro negativo. A internet também é sinônimo de exposição, qualquer informação, seja ela verdadeira ou mentirosa, por mínima que seja, se espalha rapidamente e na comunidade coreana isso pode afetar a carreira de um idol de duas formas: destruindo o que levou anos de trabalho e treinamento árduo ou alavancando a carreira para patamares que muitos deles nunca poderiam imaginar.

No k-pop é muito comum ver esses dois tipo de situação e, infelizmente, uma delas aconteceu recentemente. Acusações e rumores sem fundamento botaram em xeque a carreira do Wonho, ex-membros do Monsta X, e afetaram a imagem do Shownu, líder do grupo, e tudo graças a internet.

Comunidades, fóruns online e seções de comentários dos portais de notícia são palcos para as mais estranhas performances de ódio, desrespeito, cyberbullying e perseguição. E você está enganado se acha que estou me referindo apenas à Coreia. Os netizens de todo o mundo destilam o pior que podem oferecer para os artistas coreanos enquanto se escondem atrás de perfis falsos e identidades criadas especialmente para a desordem e celebração do caos. Isso não deveria existir. Os ídolos vivem repetindo que leem cada post, cada mensagem, cada publicação feita online sobre eles. As posturas negativas afetam não só sua reputação, afetam também o seu psicológico. O que não falta são exemplos do impacto negativo que os usuários da internet podem ter sobre esses artistas.

Por outro lado, se há o mal, então também existe o bem.

Ao aproximar o artista e o admirador, os laços que foram criados entre os dois se fortalece com o tempo. É meloso dizer isso, mas felizmente é verdade. Live Streams diárias no VApp ou no Instagram, nos permitem ver um lado de quem gostamos que muitas vezes não conseguimos enxergar nos Variety Shows ensaiados em que eles participam. Muitas das mensagem mais sinceras que são escritas e chegam até eles em seus perfis pessoais (quando o artista tem um) ou através do FanCafe. Aprender outra língua para estabelecer uma conversa mais real e sincera também se tornou mais fácil graças ao advento da internet. Sem contar as hashtags, votações, projetos e diversas outras atividades que são planejadas em conjuntos por fanbases ao redor do mundo que se comunicam graças a internet.

Apesar dos acontecimentos ruins, existem diversas situações boas (posso dizer que até dobro) que podem ser citadas e que atestam que a internet também é uma arma poderosa nas mãos de quem busca fazer o bem para os artistas que ama. Fãs que constroem escolas, bibliotecas, até mesmo vilas(!) com projetos de doações ao redor do globo em nomes de seus ídolos são apenas pequenos exemplos do que as articulações feitas na web podem causar.

Reflexão sobre o que podemos fazer com o que temos em nossas mãos é um exercício diário extremamente importante a ser feito. Assim como fazemos com Fake News, na internet não engaje com o que é duvidoso e malicioso a ponto de afetar ou destruir uma carreira. Uma mera piada, comentário minúsculo ou edição desagradável pode tomar proporções imensas a ponto de não poder ser mais controlado. Essa é a força da internet. Por tanto, enquanto fã, se mantenha em espaços agradáveis online, participe de grupos e projetos que futuramente tragam algo positivo para você e para quem você gosta. Tem dúvida ou discorda de algo, cheque a fonte, a origem daquilo,se mantenha fiel à verdade. A internet afeta a vida de seu ídolo, então se esforce, faça tudo que for possível e que esteja ao seu alcance para que o efeito seja o melhor possível.

Artigos similares | Hipertextualização: