Vítimas do imperialismo japonês no começo do século XX e como suas histórias moldaram relações entre países.

A brutalidade do governo japonês com os países do leste asiático, que prevaleceu do final do século XIX até o final da segunda-guerra, traz consequências entre as relações sócio-políticas hoje. Neste artigo, iremos abordar uma dessas brutalidades que o Japão praticou antes e durante a segunda-guerra: As “mulheres conforto”, mulheres que foram forçadas a prostituição pelo exército japonês.

 

De acordo com documentos históricos, esses “centros de conforto” começaram em cerca 1931, na China, durante as tensões pré-segunda guerra sino-japonesa que durou de 1937 até 1945. Os centros de conforto começaram com mulheres que se voluntariavam para prestar serviços sexuais aos soldados, mas com o aumento do território ocupado pelos japoneses, mulheres de países como Filipinas, Malásia, China e a Coreia começaram a ser “enganadas” por pessoas que prometiam empregos para trabalhar fábricas, ou prestando serviços de babá ou cozinheiras, e eram levadas para esses centros de conforto nos acampamentos japoneses.

Mãos tatuadas de mulher em uma tripo na Indonésia. Mulheres se tatuavam para poderem escapar dos sequestros e estupros de militares japoneses, pois, na cultura local, tatuagens significavam que a mulher já era casada.
A young Chinese comfort woman being interviewed by an allied officer in Rangoon, Burma. August 8, 1945.

Nesses centros, mulheres eram muitas vezes drogadas com ópio e eram estupradas todos os dias por centenas de militares todos os dias. A idade dessas mulheres variava, mas meninas de 13 e 14 anos foram levadas para esses centros.

No depoimento de uma das sobreviventes, Kim Bok-Dong, para o canal “Asian boss”, ela conta que soldados fariam filas do lado de fora de onde ela e outras meninas ficavam e, dependendo do dia da semana, elas ficariam das 8 da manhã até 5 da tarde com homens invadindo seus corpos. Ela também conta como os japoneses esconderam a existência desses centros em Singapura, os mascarando como hospitais do exército, em que as mulheres tinham que fingir trabalharem como enfermeiras.

Com as derrotas e a desocupação de territórios pelas tropas japonesas, mulheres eram assassinadas ou abandonadas nesses centros. Muitas delas voltaram para casa apenas anos depois e algumas nunca conseguiram voltar para seus países de origem. Além do trauma mental e físico que elas carregariam para o resto de suas vidas.

Guards standing around comfort woman statue in Seoul, South Korean.

O governo japonês se recusava a admitir a existência esses centros, muitos diziam que as mulheres foram para os centros por livre e espontânea vontade e, mesmo com processos das vítimas e de organizações dos direitos humanos, somente em 1992 com a descoberta de documentos que esse assunto veio à tona.

Em 1993, o secretário chefe disse que “Direta ou indiretamente o Japão estaria envolvido com a criação e organização desses centros ”, mas o governo japonês ainda dizia que as alegações eram exageradas. Até que somente em 2015, o primeiro ministro japonês apresentou um pedido público de desculpas, junto com uma doação 1 bilhão do yens (cerca de 5 milhões de reais) para fundações que amparam as vítimas.

Mesmo com as desculpas, muitos coreanos acreditam que foi uma desculpa “da boca para fora”, uma vez que os japoneses continuam a negar e ensinar o que realmente aconteceu para as novas gerações. Há poucas sobreviventes vivas hoje, porém, seus legados viverão para sempre.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
881
giuds
Estudante de jornalismo se preparando para ser a próxima mc do kiss the radio

55 Comentários

  1. Zithromax Chlamydia Dosage best cialis online

  2. Buy Dutasteride Medicine Pharmacy

  3. Direct Online Stendra Avana Internet Medication Shop Cheapeast Oklahoma

  4. Generico Do Viagra Da Sandoz

  5. 200 Mg Viagra For Sale

  6. https://buyplaquenilcv.com/ – hydroxychloroquine buy

  7. Walmart Retail Prescription Drug List

  8. Medicament Viagra Prix

  9. Asa And Cephalexin Cross Sensitivity

  10. Pay With Check By Phone

  11. How Can I Get Samples Of Metformin

  12. acheter levitra 20mg

  13. https://buysildenshop.com/ – out of date viagra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

você pode gostar

Mais em Noticias