‘LOVE or TAKE’ e o momento mais memorável da carreira de Pentagon.

Contexto Geral

O pentagon está de volta com mais um trabalho que traduz perfeitamente sua energia cativante e sua personalidade descontraída. Ao mesmo tempo, os garotos entregam uma execução impecável de suas habilidades, sendo um dos grupos idol mais completos da terceira geração.

O boygroup agenciado pela Cube entertainment (CLC, BTOB, Etc), tem ganhado maior visibilidade desde o ano passado, após sua icônica participação no reality show ‘Road to Kingdom’ – Esquenta do ‘Kingdom’, que deve rolar ainda esse ano. –  O Pentagon terminou a competição em terceiro lugar e chamou atenção por suas habilidades de arranjo e composição, além de sua criatividade. 

Em 2020, o grupo conseguiu sua primeira vitória em music show, com a música daisy, que foi sucesso entre a fanbase e no tiktok.

Tendo enviado seus membros mais velhos, Hui e Jinho ao serviço militar, os garotos agora promovem entre 7 membros seu novo trabalho que recebeu o nome de ‘LOVE or TAKE’, com a faixa principal ‘DO or Not’.

Os membros mais velhos, Hui (1993) e Jinho (1992)  estão cumprindo serviço militar obrigatório. Por isso, o boygroup segue promovendo com apenas 7 membros.

O processo de divulgação e conceito de LOVE or TAKE foi o mais ousado até o momento. Na ambientação do álbum, os integrantes se tornaram personagens de webtoon, adicionando uma tom colorido e refrescante à produção.

Pentagon investiu em um conceito ousado e divertido, transformando seus membros em personagens de webtoon para as artes da jaqueta do álbum.

 Comentando a tracklist. 

Love or take recebe título de décimo primeiro EP do grupo, incluindo 7 faixas inéditas. Para a abertura temos 10s and, uma boa faixa de entrada que flerta com elementos tropicais e muita energia a partir do primeiro refrão, remetendo a outras canções do grupo, como thumbs up e summer.

Logo em seguida temos a faixa título ‘DO or NOT‘, que descreve um romance indeciso regado com o pop-rock dos anos 2000. Na intro temos espaço para a harmonização das vozes dos membros, momento contido antes do instrumental entregar o que seria o primeiro hit do PTG nos charts. 

Como desdobramento de seu primeiro lugar com Daisy, o Pentagon retornou em março com do or not, ficando no topo dos charts do genie diversas vezes desde o lançamento. 

1+1 é a faixa R&B da vez. Os sub-vocalistas se apropriam  dos versos e da ponte, o refrão é suave e pegajoso. A música foi escrita pela cantora sueca Cazzi Opeia, que já é conhecida dos fãs de K-pop, responsável por Someone Like Me (Twice), Given-taken (Enhypen) e até mesmo ICY (ITZY). 

Em seguida, temos Baby I Love You, marcando a metade do mini-album. A música foi produzida por Kino (pentagon) e Nathan (MOLA) e possui um instrumental mais orgânico. A letra soa como uma conversa ou declaração. Uma peça apaixonante e açucarada. 

 Em uma mescla de hip-hop e funk dos anos 80, na  sequência temos That’s Me. O membro caçula, Wooseok,  é o protagonista da canção, que possui ainda forte presença de guitarras e baixo. O refrão fica alojado na cabeça do ouvinte desde o primeiro momento.

Caminhando para o fim, Sing-a-song é poderosa em suas próprias limitações. Em clima de celebração, Sing-a-song funciona como um convite e distribui positividade. Os assobios no pré-refrão e a quebra do instrumental alguns segundos à frente são complemento essencial da ponte. No fim, a canção genuinamente te tira para dançar. 

Encerrando o EP temos o solo de Hui, Boy in time. Uma música muito significativa para o grupo e o fandom, já que é uma despedida temporária para o membro, que no momento cumpre serviço militar obrigatório. Executada em voz e piano, Boy in Time segue a linha emotiva, também já característica do grupo, na melancolia da faixa, o vocal de Hui ganha destaque. A letra, um tanto pessoal, descreve as sensações do líder ao crescer juntamente de seu grupo, até o momento de despedida.

Com muitos percalços no caminho e um catálogo que esbanja talento e simpatia, o Pentagon vive agora um momento mais calmo e estável de sua trajetória. Esperamos que os rapazes continuem crescendo e melhorando sempre.

Ouça o álbum na íntegra clicando aqui.

Tags:,

AUTOR gabbie